Confraria Floydstock

Música é assunto para a vida toda

PUBLICIDADE

Letras comentadas: Pink Floyd – "When the Tigers Broke Free" é o clamor nú de Roger Waters por seu pai

Pink Floyd - When the Tigers Broke Free

Nos álbuns do Pink FloydThe Wall” e “The Final Cut“, o eterno gênio floydiano Roger Waters partira para uma espécie de auto-terapia, compartilhando as questões profundas eclodidas de seu inconsciente, estancando todo o pus das feridas ocasionadas pela perda de seu pai na batalha de Ânzio, território italiano, durante a Segunda Grande Guerra.

A canção  “When the Tigers Broke Free” pertence ao contexto do álbum “The Wall” (1979), mas acabou ficando de fora deste, tendo aparecido apenas no filme homônimo em 1982 e no relançamento de “The Final Cut” (1983) em CD.

Nela, sentimos Waters como se estivesse numa sessão de hipnose psicanalítica, onde ele volta no tempo e narra os fatos acompanhados de dor, na visão e na pele do pequeno Roger Waters, sentindo a profunda ausência de seu pai e nitidamente culpando o Governo da Rainha bretã e seu Alto Comando militar, além de todo o horror da guerra em sí, por tirarem dele Eric Fletcher Waters, seu pai, morto a serviço dos Aliados em 1944.

Acompanhe nas linhas abaixo a letra acompanhada da tradução, verso a verso:

“It was just before dawn

Foi pouco antes do amanhecer

One miserable morning in black forty-four

Uma miserável manhã no negro ano de 1944

When the Forward Commander was told to sit tight

Quando o comandante disse para ser paciente
When he asked that his men be withdrawn

Quando ele pediu que seus homens batessem em retirada

And the Generals gave thanks

E os Generais agradeceram

As the other ranks

Porque as outras fileiras

Held back the enemy tanks for a while

Seguraram os tanques inimigos por um tempo

And the Anzio Bridgehead was held for the price

E a Ponte de Anzio pagou o preçoOf a few hundred ordinary lives

De algumas centenas de vidas comuns

And kind old King George

E o bom velho Rei George

Sent Mother a note

Enviou à Mãe uma nota

When he heard that Father was gone

Quando soube que o pai tinha partido

It was, I recall, in the form of a scroll

Foi, eu recordo, sob a forma de um pergaminho

With gold leaf and all

Com folha de ouro e tudo mais

And I found it one day

E eu achei um dia

In a drawer of old photographs

Em uma gaveta de velhas fotografias

Hidden awayEscondido

And my eyes still grow damp

E meus olhos ainda lacrimejam

To remember His Majesty

Para lembrar Sua Majestade
Signed with his own rubber stamp

Assinado com seu próprio carimbo

It was dark all around

Estava tudo escuro

There was frost in the ground

Havia neve no chão

When the tigers broke free

Quando os tigres se libertaram

And no one survived

E ninguém sobreviveu

From the Royal Fusiliers Company CD

o Companhia C de Fuzileiros Reais

They were all left behind

Eles foram todos deixados para trás

Most of them dead

A maioria deles mortosThe rest of them dying

O resto deles morrendo

And that’s how the High Command took my Daddy from me

E foi assim que o Alto Comando tirou meu pai de mim”

Roger Waters escrevera incansavelmente sobre os males do belicismo, da intransigência política, conflitos entre nações, Guerra Fria e etc. em álbuns e canções tanto no Pink Floyd, tanto em carreira solo, como tem mostrado presentemente na sua Us + Them Tour, hoje causando enorme polêmica, talvez a maior de sua carreira, sobretudo no Brasil, por onde está passando esse mês.

Porém, em nenhuma outra canção, apesar de em inúmeras delas, sentirmos um grande conteúdo auto-biográfico, sentimos isso de forma integral como em “When the Tigers Broke Free“, onde Waters se coloca inteiramente seus “sentimentos nús“, como ele o diria na faixa-título de “The Final Cut”. Apenas em “Another Brick in the Wall (part I)“, talvez, ele tenha chegado o mais próximo disto, também demonstrando sentir a falta do pai, porém como um já homem adulto com lembranças do vazio deixado.

O inconsciente humano não pondera e a nada mascara, ele apenas sente e grita e cobra, primitivamente, por suas vicissitudes mais profundas.

Em “When the Tigers Broke Free“, podemos imaginar o menino George Roger Waters, através de seu inconsciente, clamando pela volta de seu pai em frente as portões do Palácio de Buckingham.

Letras comentadas: Pink Floyd - "When the Tigers Broke Free" é o clamor nú de Roger Waters por seu pai

LEIA TAMBÉM:

PUBLICIDADE

Assuntos
Compartilhe

Comentários...

Deixe uma resposta

Veja também...

PUBLICIDADE