Confraria Floydstock

Música é assunto para a vida toda

PUBLICIDADE

Arch Enemy – Alissa White-Gluz: "Demi Lovato tem uma voz fantástica…fui vê-la ao vivo"

Alissa White-Gluz
Alissa White-Gluz

Hoje, dia em que a frontwoman do Arch Enemy, Alissa White-Gluz completa 33 anos, a Metal Hammer publicou uma entrevista com a cantora dona dos cabelos azuis.

Na conversa, assuntos como Ativismo, Política, Religião, Feminismo e claro, música foram destaques.

Leia abaixo alguns trechos:

Música

Eu gosto de música clássica. Eu acho que explorou muitos sons sombrios e dissonância antes do rock. Eu gosto do fato de que foi desaprovado quando eles estavam fazendo coisas como a nota do diabo. Eu não sou treinada classicamente e eu não tento analisar nenhuma teoria por trás disso, eu apenas gosto, gosto de ouvir isso. Eu também gosto muito de grunge, como Soundgarden dos anos 90, Stone Temple Pilots e Nirvana. Eu sei que muitas pessoas odeiam isso, mas eu amo a simplicidade, as músicas honestas, despojadas e os erros. No álbum ao vivo do Nirvana, por exemplo, eu adoro ouvir as besteiras, guitarras fora de sintonia e as rachaduras na voz. Para mim isso é carismático e adiciona uma faceta inteira à música que não estaria lá se fosse perfeita. Eu gosto de bons vocalistas, por exemplo Demi Lovato tem uma voz fantástica. Eu não conheço nada do material dela além de uma música, e eu acho que ela entregou os vocais tão lindamente que eu realmente fui vê-la ao vivo. Eu fiquei até aquela música e saí! Mas eu não tenho medo de admitir que eu gosto de uma cantora que está realmente “tocando” o vocal, mesmo que seja em uma música pop, como Christina Aguilera ou até mesmo Britney Spears – a composição é incrível. Não é algo que eu vou ouvir, mas eu aprecio a habilidade na composição e a produção de um produto pop perfeito”.

Religião

Somos todos bastante ateus na banda, mas eu tenho a tendência de diminuir o tom. Por mais que meu sangue ferva quando vejo atos violentos e estúpidos sendo cometidos em todo o mundo por causa de uma religião estúpida e violenta, isso me faz continuar, mas tenho que observar o que digo. Eu tenho pessoas no meu círculo íntimo de amigos que são religiosos e eles não são violentos ou estúpidos, e não acreditam no que os fanáticos religiosos fazem. Eu tento ser muito respeitosa com os outros. Eu realmente odeio religião e me oponho a isso, mas isso não significa que eu odeie pessoas religiosas ou seja contra elas, porque isso é apenas um aspecto que compõe uma pessoa. Para a maior parte, as pessoas religiosas que eu conheci são realmente boas pessoas que só têm religião para si mesmas, isso ajuda a guiar sua espiritualidade e filosofia, conforta suas emoções e isso é totalmente legal. Mas se eu estou cercado por um bando de ateus, podemos nos enganar e ficar muito animados com o ateísmo. O ateísmo é apenas uma falta de crença, não é uma ideologia. Eu só queria que as ideologias religiosas parassem de bater violentamente.

Feminismo

Eu acho que há muitas pessoas muito protegidas pelo fato de as mulheres não terem direitos iguais em todo o mundo. Mesmo meus amigos que vivem no Canadá maravilhoso e democrático não percebem o fato de que as mulheres não estão recebendo direitos iguais, eles acham que isso é algo no passado. Uma vez que você está viajando muito, você percebe que há um longo caminho a percorrer. Eu acho que é importante que o feminismo continue sendo um tópico de discussão. Eu sei que é moda agora odiar feministas e chamá-las de feminazis, mas desculpe, a batalha não acabou! Não podemos simplesmente fingir que tudo está bem. Basta olhar para qualquer país do Oriente Médio e conversar com as mulheres de lá. Eu faço. Eu tenho alguns fãs com quem falo. Se você quer chamar isso de opressão religiosa ou opressão cultural, ainda é principalmente opressivo para as mulheres. Isso está acontecendo agora, neste mundo, hoje. Eu considero os cidadãos todos do mesmo lugar, então não é problema deles, está acontecendo com mulheres como eu. Não é algo que eu tome de ânimo leve.

Ativismo

Sou vegana há 18 anos, mas o ativismo veio primeiro. Eu cresci vegetariana e sempre amei animais. Eu acho que eles são fascinantes, eu acho que eles são incríveis e eu sou quase levado às lágrimas apenas lendo sobre diferentes espécies no planeta. Eu acho incrível que nós vivemos em um planeta onde há tantos tipos diferentes de criaturas vagando pelo ar, terra e oceano e nós não sabemos nada sobre eles. É incrível ter uma biodiversidade tão ampla ao nosso redor e é algo que todos nós devemos apreciar mais quando estamos perdendo. Muitas espécies estão se extinguindo porque estamos destruindo o planeta e desconsiderando esse presente incrível que temos. Eu sempre quis fazer algo para ajudar os animais. Quando eu cresci, eu fazia uma arrecadação de fundos como uma venda de bolos, que vende cookies que fiz e recebo os US $ 50 para doar a WWF ou a Humane Society. Nós fizemos a nossa parte, mas eu queria fazer mais, e o que eu percebi foi que eu poderia fazer mais pelos animais todos os dias, sendo vegana do que poderia, fazendo um milhão de vendas de bolos!

“Por ser vegana, boicoto as indústrias que contribuem ativamente para o abate e a tortura de animais e sou capaz de reduzir minha pegada ambiental. Eu sei que é um termo moderno, mas o que isso significa é que estou usando menos recursos quando se trata de água, solo e área de superfície geográfica que seria destruída para criar pastagens para gado, simplesmente escolhendo não consumir produtos de origem animal. É tão fácil de fazer e tem um impacto tão grande, então percebi que poderia estar fazendo algo todos os dias que estava ajudando ativamente o planeta e ajudando os animais. PETA é outra organização que eu enviaria meu dinheiro de venda de bolos. À medida que minha carreira musical cresceu, pude me encontrar com outras pessoas dessas organizações e comecei a trabalhar com elas em 2006. Eu não sou um ‘membro’ de nenhuma instituição de caridade em particular, mas há certas campanhas para instituições de caridade em que eu acredito, então quando houve uma campanha contra a caça às focas canadenses, isso é algo que acontece no Canadá, queria trabalhar nisso. Eu sei que as pessoas têm muitas opiniões sobre essa organização e eu sei por que elas têm essas opiniões, mas o fato é que elas estão fazendo muito bem para os animais.

PUBLICIDADE

Assuntos
Compartilhe

Comentários...

Deixe uma resposta

Veja também...

PUBLICIDADE